sábado, 29 de julho de 2017

QUEBRANGULO: Na terra de Graciliano Ramos, tem museu


Por: Carlos Alberto

Falar que em tal cidade tem cultura é fácil, difícil mesmo é mostrar onde está essa cultura. E o atual Prefeito do Município de Quebrangulo, Marcelo Lima, em 6 meses de sua gestão, vem mostrando, para quem quiser ver, que em sua cidade tem! Eu, Gustavo Pereira e Zé Roberto, companheiros da Associação dos Músicos de Bom Conselho, estivemos recentemente no charmoso torrão do grande escritor Graciliano Ramos. Onde antigos casarões ainda dão seus testemunhos de beleza arquitetônica, da vida simples interiorana do Estado de Alagoas. Falar do escritor de Vidas Secas e Memórias do Cárcere, é relembrar a riqueza das palavras eruditas, do homem simples nascido no sertão Alagoano.      
    

Da antiga Estação de Trem de Quebrangulo, construída pela Great Western Railway Company. Empresa essa Inglesa, responsável por edificar ferrovias no Nordeste do Brasil. Está funcionando o recente Memorial Artístico, Cultural e Histórico dos Quebrangulenses. Iniciativa do Prefeito Marcelo Lima, que em gestões anteriores dos seus governos. Sempre olhou com respeito o conjunto patrimonial de sua gente.


Com ajuda de uma museóloga, foram retratados na linha do tempo, passo a passo, dos principais acontecimentos dos registros históricos, políticos, culturais e arquitetônicos de Quebrangulo. 


Edições antigas dos Jornais O Ideal são encontradas no acervo do museu. Obras antigas de Graciliano Ramos, flâmula em comemoração aos 100 anos da Cidade de Quebrangulo, também estão em exposições.


Finalizamos a nossa visita ao lado do Amigo China, atual Secretario de Cultura de Quebrangulo, onde registramos a nossa passagem ao lado do Bumba Meu Boi. Na Estação Ferroviária foi criando também um cine-teatro, restaurante e escola de música. Tudo isso em prol do turismo cultural da terra natal de Graciliano Ramos.